Músculos respiratórios

Participam ativamente dos movimentos da respiração e dividem-se em:

– Músculos inspiratórios

– Diafragma: é o músculo inspiratório mais importante. Ele possui a forma de abóbada ou cúpula de convexidade superior, e se fixa nas seis últimas costelas, na cartilagem xifóide e na coluna vertebral. Este músculo separa a cavidade torácica da abdominal.

– Intercostais externos: estăo localizados nos espaços intercostais (entre as costelas), orientados obliquamente, para baixo e para frente, da margem inferior da costela e margem superior da infrajacente.

– Intercostais internos: estendem-se inversamente aos intercostais externos.

– Tóraco-espinhais: constituídos pelo músculo escaleno e o esternocleidomastóideo, só entram em açăo quando existe dispnéia intensa.

– Peitoral maior: funcionam quando os braços estăo fixos com os cotovelos sobre a mesa, elevando as costelas e ampliando a caixa torácica.

– Peitoral menor: situado embaixo do peitoral maior, também auxilia a inspiraçăo.

– Tóraco-escapulares: formados pelos músculos trapézio, rombóides e elevador da escápula, permitem elevar e manter o nível da escápula (osso localizado nas costas, por cima das costelas).

– Serrato póstero-superior: eleva as costelas superiores e as puxa para trás.

– Músculos expiratórios

– Músculos abdominais: săo músculos expiratórios poderosos, antagonistas do diafragma na mecânica respiratória.

– Intercostais internos: também auxiliam a expiraçăo.

– Serrato póstero-inferior: força as costelas para baixo e para dentro.
– Quadrado lombar: fixa a última costela.

– Triangular do esterno: puxa as costelas para baixo.

Índice do Sistema Respiratório